Pai de adolescente morto após BaVi pediu para filho não ir ao jogo; ingresso foi presente

Jovem registrou foto antes de sair de casa para assistir o jogo.

O pai do adolescente Carlos Henrique Santos de Deus, morto na noite deste domingo (9) após o jogo entre Bahia e Vitória, afirmou que pediu ao jovem para não ir ao jogo. Em entrevista ao Correio, José Carlos Espírito Santo de Deus disse ter tido um “pressentimento”, porém o filho preferiu ir para o jogo, depois de ganhar o ingresso como presente de aniversário – Carlos Henrique completaria 18 anos nesta quinta-feira (13). “Eu tive um pressentimento. Pedi pra ele não ir ao jogo, mas ele foi. Ele disse: ‘eu vou, é meu presente de aniversário’. Mas eu senti. No fundo, senti, pedi pra ele não ir. Mas já tinha comprado o ingresso e disse que queria muito”, lamentou o pai do jovem. Além de Carlos Henrique, um amigo do garoto, Isaias Souza Santos foi atingido de raspão no pescoço, passou por cirurgia e tem quadro de saúde estável, apesar de seguir internado no Hospital Geral do Estado. De acordo com testemunhas, três homens desceram de um carro no posto localizado nas proximidades do viaduto do Dique do Tororó e efetuaram os disparos contra o grupo de torcedores do Bahia. Segundo o relato de um primo de Isaias, dois dos três homens que estavam no veículo de onde saíram o suspeito de atirar usavam a camisa do Vitória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *