Aumento de salário mínimo impacta na folha de municípios, diz presidente da UPB

Eures comenta aumento de salário. Foto: Divulgação/UPB

O acréscimo no salário mínimo para 2018, anunciado pelo governo federal nesta sexta-feira (7), deve impactar nas contas dos pequenos municípios da Bahia, segundo o presidente da UPB, Eures Ribeiro (PSD). O governo anunciou que o mínimo passará de R$ 937 para R$ 979. O novo valor do mínimo será incluído na proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para 2018, base para o orçamento do ano que vem. De acordo com a lei, o PLDO tem que ser enviado ao Congresso Nacional até 15 de abril. ”É uma medida importante para o trabalhador, mas impacta nas contas dos municípios, principalmente dos menores. Num momento de crise, em que as cidades passam por aperto, impacta”, analisou. De acordo com o presidente, o prefeito que deixar de efetivar o aumento pode ser acionado por improbidade administrativa. Para fugir da celeuma, a UPB recomenda que os prefeitos ”cortem a gordurinha” para fechar o orçamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *